A D E F H I J L M N P R S T V U

Ceticismo

A verdade não existe; se existisse, seria impossível conhecê-la; e ainda que se pudesse conhecê-la, seria impossível comunicá-la. Essa fórmula resume os princípios do ceticismo e orienta a reflexão sobre os fundamentos e limites do conhecimento. Ceticismo é uma doutrina filosófica segundo a qual, do ponto de vista teórico, não se pode conhecer a verdade e, do ponto de vista prático, só se chega à felicidade, entendida como ausência de inquietação, pela suspensão de todo juízo. Leia mais...

Cinismo

Embora o termo cinismo tenha adquirido conotações pejorativas, os cínicos gregos constituíram uma escola filosófica que adotou posturas éticas radicais. Em 399 a.C., Antístenes, discípulo de Sócrates, abriu uma academia num ginásio que dava para a praça ateniense de Cinosargo (o cão ágil). Daí a designação de cínicos dada aos membros dessa escola. Leia mais...

Cristianismo

Entre as numerosas seitas messiânicas surgidas no mundo judeu no início do primeiro milênio, incluíam-se os discípulos de Jesus de Nazaré, antigos seguidores de João Batista. A comunidade cristã foi aceita no seio do judaísmo até o ano 65, aproximadamente, quando se consumou a inevitável ruptura entre as duas facções religiosas, motivada pela condição de Messias atribuída a Jesus por seus seguidores. Antecedentes históricos. Por ocasião do aparecimento do cristianismo, toda a região do mar Mediterrâneo estava sob o poder de Roma. Leia mais...

     
Digite aqui seu
E-mail para receber notícias de filosofia!



Se acaso qualquer informação do site estiver equivocada, por favor avise-nos que corrigiremos