São Gregório de Nissa
(335 - 394)

O esforço de são Gregório de Nissa para conciliar o cristianismo com elementos da filosofia platônica faz dele um precursor do grande trabalho de síntese realizado mais tarde por santo Agostinho.

São Gregório de Nissa nasceu por volta do ano 335 em Cesaréia da Capadócia, na Anatólia. Inicialmente, o interesse pela filosofia predominou sobre a influência religiosa dos padres com quem convivia: são Basílio, de quem era irmão, e são Gregório Nazianzeno. Começou a vida como professor de retórica. Algumas fontes afirmam que foi casado, mas seus conceitos sobre o casamento, expressos em Sobre a virgindade, levam a crer que permaneceu solteiro. Na década de 360 voltou-se para os estudos religiosos e para a devoção cristã.

Em 372, seu irmão Basílio o Grande, bispo metropolitano de Cesaréia, sagrou-o bispo de Nissa, pequena localidade da Capadócia. Quatro anos depois foi deposto por ordem do imperador Valente, partidário do arianismo, doutrina que negava a divindade de Cristo. Em 378, após a morte de Valente, Gregório foi acolhido entusiasticamente em Nissa por sua congregação. Nos anos seguintes desempenhou intensa atividade eclesiástica, visitou várias igrejas da Anatólia e, em 381, participou do Concílio de Constantinopla.Em seus textos anti-heréticos formulou a doutrina da Santíssima Trindade, utilizando argumentos inspirados na teoria das idéias de Platão. Também é notável sua concepção da existência humana como caminho para a salvação, com passagem pelas tentações materiais. Parece ter morrido por volta do ano 394. Sua obra, injustamente negligenciada, foi redescoberta no século XX. É festejado em 9 de março.

     
Digite aqui seu
E-mail para receber notícias de filosofia!



Se acaso qualquer informação do site estiver equivocada, por favor avise-nos que corrigiremos