Pierre Gassendi

Adepto de uma moral oriunda do epicurismo e baseada no prazer da serenidade, Gassendi tentou conciliar a teoria atomista da antiguidade com a crença cristã na imortalidade da alma, no livre arbítrio e num Deus infinito.

Pierre Gassendi nasceu em Champtercier, França, em 22 de janeiro de 1592. Doutorou-se em teologia em Avignon, por volta de 1614, e no ano seguinte foi ordenado. Em Syntagma philosophiae Epicuri, publicado postumamente (1659; Resumo da filosofia de Epicuro), seguiu a tríplice divisão da filosofia proposta por Epicuro. Na primeira parte (lógica), rejeitou as idéias de Descartes, dando ênfase ao método indutivo e aos sentidos como fontes primárias do conhecimento, embora aceitasse também, como matemático, o raciocínio dedutivo. Na segunda parte (física), desenvolveu uma explicação mecanicista da natureza e das sensações. Na terceira (ética), considerou a felicidade -- a paz de espírito e a ausência de dor corporal -- como o objetivo humano, só atingido na vida imperfeitamente.

Foi o primeiro a observar uma passagem planetária, a de Mercúrio em 1631, prevista por Kepler. Formou discípulos e influenciou os filósofos franceses do século XVIII, em particular Diderot. Pierre Gassendi morreu em Paris em 24 de outubro de 1655.

     
Digite aqui seu
E-mail para receber notícias de filosofia!



Se acaso qualquer informação do site estiver equivocada, por favor avise-nos que corrigiremos