Anaxímenes de Mileto

Filósofo grego pré-socrático, Anaxímenes de Mileto considerava o aer o princípio constitutivo de todas as coisas e, com sua teoria sobre condensação e rarefação, contribuiu para o avanço do pensamento científico.

Anaxímenes nasceu e viveu em Mileto no século VI a.C. e, com Tales e Anaximandro, formou o trio de pensadores tradicionalmente considerados os primeiros filósofos do mundo ocidental. De seus tratados só subsistiram citações em obras de autores subseqüentes, daí os conflitos na interpretação de suas idéias.

Para ele, o aer (ar) era o elemento primordial, de que todas as coisas resultavam e a que retornavam, por um duplo movimento de condensação e rarefação. Os graus de condensação correspondiam às densidades de diversos tipos de matéria. Quando distribuído mais uniformemente, o aer era o ar atmosférico invisível. Pela condensação, tornava-se visível, a princípio como névoa ou nuvem, em seguida como água e depois como matéria sólida -- terra e pedras. Se fosse mais rarefeito, transformava-se em fogo. As aparentes diferenças qualitativas em substância seriam devidas a meras diferenças quantitativas.

Observador sagaz, descreveu o brilho fosforescente de um remo ao tocar a água e afirmou que o arco-íris não era uma deusa, mas o efeito dos raios de sol sobre um ar mais denso.

     
Digite aqui seu
E-mail para receber notícias de filosofia!



Se acaso qualquer informação do site estiver equivocada, por favor avise-nos que corrigiremos